[Tocantins] Disputa Eleitoral

As movimentações das últimas semanas de campanha para eleições estaduais marcam o clima político no estado do Tocantins. Além de cumprir agenda eleitoral que abrange comícios, reuniões entre autoridades dos partidos, conferências da coligação e encontros com a população civil, os candidatos também têm se organizado para exporem suas ideias em sabatinas e em debates transmitidos em canais abertos de televisão desde o final do mês de agosto. Os planos de governo apresentados pelos candidatos e explicitados no cenário anterior (Link) norteiam suas argumentações, com foco sobretudo nas áreas de segurança, infraestrutura e economia.

Novas pesquisas apontam para a estabilidade da situação já antes demonstrada em cenários anteriores, tanto para o governo do estado quanto para o senado federal. Em pesquisa elaborada pelo Instituto VETOR entre os dias 10 e 14 de setembro, pode-se comprovar tal situação.

Mauro Carlesse, filiado ao AGIR e ex-governador de Tocantins, renunciou à sua candidatura ao senado no dia 05 de setembro, e alegou perseguição política por ter se tornado réu em investigação da Polícia Federal. Essa investigação é a mesma que o fez renunciar ao cargo de governador do estado.

Artigo elaborado pela equipe da Umbelino Lôbo Assessoria e Consultoria em 16/09/2022.

compartilhar

Ir para o conteúdo