Encerramento do período de registro de candidaturas e início do período de campanha

Ontem (15), foi encerrado o prazo para registro das candidaturas que concorrerão às eleições de outubro. De acordo com dados consolidados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foram solicitados 28.274 pedidos de registro de candidaturas.

Por cargo, os pedidos se dividem da seguinte forma:

12
Presidente

12
Vice-presidente

223
Governador

224
Vice-governador

235
Senador

10.271
Deputado Federal

16.233
Deputado Estadual

591
Deputado Distrital

O número de pedidos de candidaturas foi reduzido com relação às eleições de 2018, quando foram solicitados 29.085 registros.

Estatística das candidaturas por partido

Se considerada a divisão de pedidos de registro por partidos políticos, os números se mostram da seguinte forma:

Consoante os dados exibidos, vê-se que a legenda com maior número de solicitações foi o PL, partido do Presidente Jair Bolsonaro, com 1.578 pedidos. O partido é seguido pelo União Brasil, com 1.492 pedidos; e pelo Republicanos, com 1.424 solicitações.

O PT, partido do ex-presidente Lula, solicitou o registro de 1.105 candidaturas. Já PDT e MDB, respectivamente os partidos dos candidatos Ciro Gomes e Simone Tebet, solicitaram 1.316 e 1.359 registros.

Estatística do eleitorado

No que diz respeito ao eleitorado, estão aptos a votar em 156.454.011 eleitores, residentes em 5.570 municípios brasileiros e 181 cidades no exterior.

O eleitorado apto a votar é superior ao registrado nas eleições de 2018, quando 146.805.548 eleitores puderam escolher seus representantes. Entre os dois pleitos, houve um incremento de 6,21% no número de eleitores aptos.

Relativamente ao perfil do eleitorado, a maior parte dos eleitores é do sexto feminino. Mulheres constituem 53% do eleitorado (81.965.109 mulheres). Por sua vez, estão aptos a votar, em 2022, 73.755.042 homens (47%).

Com relação à divisão por faixa etária, verifica-se que quase 50% dos eleitores aptos concentram-se entre 25 e 49 anos.

Oportuno mencionar que de acordo com a legislação brasileira, o voto é obrigatório para eleitoras e eleitores alfabetizadas(os), com idades entre 18 e 70 anos. O voto é facultativo para eleitores analfabetos, maiores de 16 anos e menores de 18 anos, e maiores de 70 anos.

Para as eleições de 2022, após forte campanha feita pelo TSE, o universo de eleitores jovens (16 e 17 anos) cresceu mais de 51%. Em 2018, os jovens de 16 e 17 anos somavam 1,4 milhão de votantes (0,95% do total). Hoje, há 2.116.781 de eleitoras e eleitores nessa faixa etária aptos, representando mais de 1,3% do total do eleitorado nacional.

Foi apresentada evolução, também, no número de eleitores maiores de 70 anos. Em 2018, este eleitorado somava pouco mais de 12 milhões de pessoas, número que saltou para 14.893.273 em 2022, o que equivale a um crescimento de quase 24%.

Início do período de campanha eleitoral

Com o fim do prazo de registros de pedidos de candidaturas, a partir de hoje, os candidatos estão autorizados “a fazer campanha”. Ou seja, a partir de hoje, está permitida a propaganda eleitoral de candidatas e candidatos às Eleições 2022, inclusive na internet. Já a propaganda eleitoral gratuita, no rádio e na televisão, poderá ser veiculada de 26 de agosto até 29 de setembro.

Autorizada a campanha, o centro das atenções deverá ser a disputa para a Presidência da República. Por ser a disputa de maior alcance entre os eleitores, deverão ter foco os dois candidatos mais bem posicionados nas pesquisas de intenção de votos.

Com a disputa polarizada, tanto o Presidente Bolsonaro como o ex-presidente Lula optaram por iniciar suas campanhas em locais simbólicos. Bolsonaro escolheu a cidade de Juiz de Fora (MG), onde, em 2018, levou uma facada que o feriu gravemente. O evento gerou forte comoção nacional e, mesmo ressalvadas as peculiaridades daquele pleito, pode ser considerado como ponto de virada na campanha que o alçou ao posto de Presidente.

Já Lula elegeu como ponto de partida para sua sexta campanha presidencial a fábrica da Volkswagen, em São Bernardo do Campo (SP). O município é nascedouro do Partido dos Trabalhadores (PT) e local onde o ex-presidente iniciou sua vida política, como sindicalista.

A menos de 2 meses para o primeiro turno das eleições, outros concorrentes à Presidência, como Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), correm contra o tempo para tentar conquistar eleitores. Pesquisa realizada pelo IPEC, cujos resultados foram divulgados ontem (15), revelam que 77% dos eleitores estão decididos sobre o voto para presidente. O dado revela que, numericamente, há pouco espaço para avanço de outras candidaturas.

Hoje, Ciro Gomes iniciou sua campanha em Guaianases (SP). Simone Tebet fez atos de campanha em São Paulo.

Em comum, os quatro candidatos participam da posse do Ministro Alexandre de Moraes como Presidente do TSE.

Elaborado pela equipe da Umbelino Lôbo Assessoria e Consultoria em 16/08/2022.

compartilhar

Ir para o conteúdo